Notícia

Consumidor

quinta, 30 de maio de 2019
Intenção de consumo do Paraná recua em maio 

Foto: Divulgação.

O indicador de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) deste mês, elaborado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), teve redução de 2,1% na comparação com o mês anterior. A pontuação ficou em 108,8 pontos do estado. Em relação a maio do ano passado, o indicador apresentou alta de 5,3%.

As variáveis de acesso ao crédito e nível de consumo atual foram positivas na comparação com abril. Na variação anual, os quesitos com queda foram a perspectiva profissional e renda atual. Os demais percentuais ficaram acima do patamar registrado em maio de 2018.

A ICF nacional está em 96,2 pontos, abaixo dos 100 pontos exigidos para que o índice seja considerado positivo. Todas as variáveis cresceram na comparação com o ano anterior, mas ainda não são suficientes para deixar o indicador geral da ICF acima da zona de indiferença, ao contrário dos resultados obtidos em abril, em que todos os índices apresentaram queda.

Em todas as faixas de renda a ICF reagiu negativamente. As baixas mensais foram de 2,3% nas famílias com renda mensal até dez salários mínimos e de 1% nas famílias com renda superior.

Os quesitos compra a prazo e nível de consumo atual cresceram 1,4% e 6,2% nas famílias de menor renda. Os demais índices sofreram baixa.

Nas classes A e B a perspectiva profissional aumentou 6,9%; compras a prazo, que se refere à percepção de acesso a crédito, subiu 4,8%; e o nível de consumo atual também teve variação positiva de 3,9% nessas famílias. Os outros indicadores foram menores do que no mês de abril.

Fonte: Assessoria de imprensa Fecomércio